A história do moço que caiu de amores

I've Just Seen A Face by Across the Universe cast on Grooveshark


Crianças, essa é a história da moça que fez o moço cair de amores por ela. A moça era bonita, suas feições tão delicadas quanto poderiam ser, seus cabelos longos e ondulados andavam sempre presos numa trança bagunçada, mas o que prendia mesmo a atenção eram os dois buracos-negros que ela carregava nos olhos. Que olhos aqueles eram. Intimidadores. Intimistas e cheios de dores. Se a moça assim desejasse, só de olhar pra alguém já seria suficiente para conseguir o que quisesse.

Inevitável, eu diria. Inevitavelmente inevitável que o moço não se apaixonasse por ela. Aconteceu no dia em que ela passou do lado dele na rua - seu andar que de tão leve nem parecia que estava pisando na calçada, seu vestido floral na metade da coxa e seu perfume - era o conjunto necessário para fazer aquele moço desiludido da vida e do amor ressuscitar. Aí ele virou o pescoço para acompanhá-la, logo depois virou o corpo todo e seguiu o caminho junto dela.

"Louco, perturbado, psicopata" ela deve ter pensado. Eles foram conversando.. pra falar a verdade a conversa era mais um monólogo recitado por ele no qual ela concordava com alguns "hm", "ah" ou vez ou outra uma risada sem-graça. Ele ficou no pé dela dias a fio até que ele conseguisse um aval de "tá, eu saio com você". Foi mais uma procura pela saída de emergência dali, dele sendo todo insistente e querendo demais.


Foi nessa procura desesperada por uma saída que ela o encontrou. Justo quando havia parado de procurar, quando havia aberto mão de amor&outrasdrogas, justo ali e justo ele. Então, ela desistiu de tentar desistir e se entregou ao moço. Essa foi a história do moço que caiu de amores pela moça que caiu de amores por ele depois.

6 comentários:

Nara Sales disse...

Lindo conto, Brenda. Adorei!

Vanessa disse...

E amor se deu! Lindo, Brenda!

Laura K. disse...

Amor não é algo que se procura e se descobre escondido em algum lugar. Ele é que nos acha e sem que se perceba já estamos envolvidos de alma e coração...

distractingpages disse...

Do tipo que a gente lê e suspira! Não para de pensar!

Lucas disse...

Eu fico ilustrando isso tudo na minha mente! Gostí demais, azuli! ;***

sobrefatalismos disse...

Eu vivo um momento muito semelhante. Caí de amores por um filósofo, logo quando estava desistindo do romance. A vida tem dessas surpresas! Abraços.