Vermelho

"As vezes eu só quero descansar
Desacreditar no espelho
Ver o sol se pôr vermelho
Acho graça
Que isso sempre foi assim
Mas você me chama pro mundo
E me faz sair do fundo de onde eu tô de novo"
(Marcelo Camelo - Vermelho)

A ordem agora é suavizar. Ser leve, se deixar levar. A brisa há de nos carregar para um lugar silencioso. Com uma maré mansa e um sol vermelho se pondo. Deita nessa rede, deixa ela balançar compassada, você ajudando ela um pouco com o pé batendo na parede quando ela ameaçar parar. Fecha os olhos, descansa dessa vida, que ela cansa e não é pouco.

Carrega nos olhos o entardecer, mas amanhece com vontade amanhã. Deixa as coisas inesperadas te fazerem ruborizar, Menina. Vermelhinho nas bochechas e corando. É uma graça, sabia? Todos acham. Você precisa de mais fé em si mesma, porque diferente você já é.

O dia que virá tem que ser vermelho, a gente torce pra que seja. Com força. Vermelho porque é intenso, é marcante, nunca passa despercebido e é amável. O dia que vai vir não pode nunca ser em vão. Os pés tem que carregar alguma coisa que caia pela estrada pra marcar o caminho. Não pode se perder. Não podem te perder assim, por descuido.

O barco vai encontrar a margem. O pôr-do-sol vai guiá-lo.

7 comentários:

deia.s disse...

"Vermelho porque é intenso, é marcante, nunca passa despercebido e é amável", que coisa linda!

:D

http://amar-go.blogspot.com/

Ju Fuzetto disse...

Vermelho é prece. Felicidade é a graça!!

Lindo minha flor

Adorei

Mariana Andrade. disse...

mil vezes lindo. desde a música do Camelinho, passando pelas palavras sempre lindas até a escritora mais linda ainda (:

beijão, bê.

Anthony Dostoiévski disse...

Como podem ser perder os errantes?
Pelo mesmo motivo que o simples barco aventureiro que é guiado pelo pôr-do-sol vermelhor né?

braço e bom texto

curte ai meu blog
http://acasaeorestodarua.blogspot.com/

Tiago Fagner disse...

vermelho pra descançar da vida, isso foi muito bom, bem leve o seu "vermelho" moça parabéns. Também postei sobre o tema. XD

Nicole Furtado disse...

Encontrei seu blog lá no grupo blogueiros do facebook e foi um achado INCRÍVEL!
Tô apaixonada pelas suas palavras, pela sensibilidade e simplicidade delas.

Parabéns pelo talento, seus textos são lindos demais!

Marcus Paulo disse...

Só consigo te imaginar meio Camelo, com aquele terperamento paulista misturado com o sotaque ainda fluminense. E nós, leitores, que já perdemos a hora e o lugar, aceitamos.