Tired.

"I'm tired of trying
Your teasing ain't enough
Fed up of biding your time
When i dont get nothing back"
Tired - Adele


À noite eu coloco um moleton surrado, prendo o cabelo no alto, faço um café forte e fico. Custo a dormir, às vezes. Os dias têm sido difíceis de atravessar. Uma barra passar sozinha por tanta coisa assim de vez. Cheia de amigos ao redor, te ligando, disputando espaço na sua agenda corrida de fim de semestre, mas ainda sozinha. Ando constantemente cansada, que será? Será que o que já foi não volta, baby.

Quando não é você que tropeça nos dias, são eles que te atropelam. E aí desanda tudo. Esse lado meio escondido que a gente tem escorrega das mãos no solavanco e cai. Fica todo espalhado no chão, as folhas voando longe com o vento, a chuva molhando tudo, borrando o papel, disfarçando as lágrimas. Todos param e olham o seu desespero inútil em tentar recolher a bagunça. Tudo escancarado, você jogada ali, toda exposta. Não adianta, menina. Já foi. Recolhe tudo com calma, vai arrumando as páginas na ordem, tem problema se algumas se perderem no processo, não. Deixa elas caírem nas poças e se desfazerem. Melhor pra você.

Que horror viver. Cansa demais. E volto ao cansaço do começo. A rotina me cansou um bocado. Sair da rotina quase me levou à loucura e eu quis - ainda quero - voltar pra ela e não consigo mais. Desestabilizou. Mas continuo. As pessoas me cansaram tanto que, CreinDeusPai! Tomei um abuso delas que só vocês vendo. E continuo. Cansada. Persistindo, com a fé minguada. Mas ali.

4 comentários:

deia.s disse...

Que a fé continue minguada, mas continue ali.

:*

http://amar-go.blogspot.com/

Retrato em Branco e Preto disse...

Tenho estado assim também mas acredito que são apenas uns dias ruins. São dias de me ajustar comigo mesma. Vai passar.

Um beijo!

Patrícia Sousa disse...

foi um dia difícil por toda parte, o dia do espírito de agosto.

M. disse...

Agosto me lembra doçura, mas não sei porque ...