Palavras para Agosto

Li Machado de Assis desmerecendo Agosto. Li Caio Fernando dando dicas de como atravessar esse mês. Li muito sobre Agosto em Julho. Entendo como uma certa ânsia de que esse mês acabasse logo. Era isso. E eu já to com ojeriza antes mesmo da primeira semana se completar. Não que nunca tivesse vivido Agostos antes, mas... nem me atrevo a continuar.

O mês que passou me disse que todo mundo ainda é analfabeto funcional quando a matéria é Vida. Mas agora o mês é outro. Agosto, me diz: Há gosto em você? Preciso saber como me prevenir contra as barras que podem surgir. Tá punk. Não acredito que horóscopo ajude nessas horas. A órbita dos planetas tá toda bagunçada pro meu lado. Sempre esteve.

Eu até tinha uma coisa incrivelmente boa, mas insuportavelmente efêmera. Tão efêmera que passou antes mesmo de terminar a frase anterior. E tudo me conduziu para este here and now. Eu só quero me sentir bem. Bem longe. Em algum lugar onde os sorrisos ainda sejam coisas sinceras e os abraços, bonitos. Onde o outro importe. Se importe.

Agosto, você pode vir suave. Sem muita pressa de acontecer, bem devagarzinho, se for pra ser azul. Mas não se demore muito a acabar, visse? Que eu fico daqui agoniada com tanta vagareza nos dias, a semana parece que emperra e custa a passar. Dá uma aflição, um aperto aqui no peito. Agosto, essas são palavras pra ti, pra mais ninguém. Pegue elas que ainda estamos no terceiro dia, vai. Anda.

3 comentários:

Vanessa disse...

Eu gosto de agosto. Nasci nesse mês que amedronta as pessoas... Para mim ele representa um novo início, partindo para a o segundo semestre do ano, apontando novas possibilidades...
Sempre é bom te ler, guria! Gosto muito quando vejo que há um novo post com nesse Cheiro de Estrelas cativante.
Bom mês.
Bons dias :)

Yohana SanFer disse...

Realmente uma graça a tua escrita! Já conhecia o blog, sigo, mas confesso que não acompanhava os textos...um encanto!bjs

Natália disse...

Eu gosto do agosto. Nasci nesse mês e precisei aprender a lutar contra a superstição e preconceito dos outros..

Agosto é do meu gosto.

Beijo