Para o velho e querido pai.

Sei que você nunca leu nada do que eu escrevo, ler logo esse texto pode ser um baque, mas é que se eu escrevê-lo e você não ler ele perderá o sentido e o propósito. Pode chorar porque eu já estou em únicas três linhas.

Eu sei também que a vida tem sido doída, você sofre daí e eu duplamente daqui, paizinho. É difícil nadar contra a correnteza, mas você é forte e foi quem me ensinou a nunca desistir dos sonhos e sempre perseverar. É o que eu te peço agora. Olha pro alto que ajuda. Se apóia na fé e lembra que o meu amor não acaba nunca.

As coisas hão de melhorar. Você nunca tirou aquele bom e velho sorriso do rosto e não é agora que isso vai acontecer. Tudo vai ficar lindo, exatamente como deve ser. Eu acredito e um dia vou me gabar dizendo que "eu avisei, ein".

Um beijo da sua filhota.

11 comentários:

Tainá disse...

Amém! :D

Fernanda G. disse...

Que coisa linda!

Bjo da magrela que ama vc.

AnaButrico disse...

OUN. *.*

ticoético disse...

Eu acho isso muito bonito,mesmo não tendo a relação muito aberta com meu pai e tendo a relação mais aberta do mundo,enfim,belo.
abraço !

Tainá Facó disse...

God is with you. Believe.

Má Midlej disse...

Aposto que ele leu isso e funcionou mais que espinafre.
Haha
xD

Fernand's disse...

eu ditei uma carta muitíssimo parecida para o meu, via cel...



=)

Thiago disse...

Se ele não lê, porque não fala pra ele?

Cristina Lira disse...

Nas minhas andanças pela blogosfera encontrei teu cantinho, lindo demais por sinal, aconchegante...

E é claro ..que vou ficar por aqui, curtindo um pouco mais todas essas palavras... parabens pelo cantinho


Beijos no coração e bom fim de semana pra vc...

http://passossilenciosos.blogspot.com

Lara disse...

Só uma vez tentei escrever algo para o meu (que não fossem aqueles cartões de escola), mas eu era tão pequena que já nem lembro direito o que escrevi.

Quem sabe vovê não escreve esse texto num pedaço de papel e joga na gaveta dele? Seria bom.

:*

Lara disse...

*você