(Final)mente

Cansei de ficar à mercê da vontade tua, do querer do outro lado -  porque do lado de cá já transbordava sem que eu me desse conta. Cansei de brincar de aventureira, não sou destemida coisa nenhuma. Eu tenho é muito medo aprisionado, só que o escondo com muito esforço de todos. Cansei de fazerem o meu coração de bobo. Eles insistem, enganam, quebram as promessas, me jogam no chão e ainda pisam em cima.

Cansei. Arranquei tudo o que você havia plantado contra a minha vontade. Pela raiz. Estraçalhei tudo que era bonito. E o que era ruim, também. Só para não restar um punhado de nada. Nenhum vestígio da sua passagem por mim.

E como se nada tivesse acontecido, eu me levanto, sacudo a poeira da alma e ando em direção à esperança. E essa última me parece tão radiante ultimamente.

7 comentários:

don't call me any name disse...

Tão bonito.

Mariana Andrade. disse...

e ela é a melhor opção (:

Luciana Brito disse...

Apaga tudo e recomeça. Já a esperança, ela é como uma lanterna para os afogados.

beijo, Bê!

Marcelo Zaniolo disse...

Se algo não te faz bem, nada mais correto do que deixar esse algo para trás e seguir adiante.

A vida é deveras curta para perdemos tempo com quem nos faz sofrer...

Bem, ao menos eu penso assim =)

Beeijo

Camila Fontenele disse...

Abandonar, algumas pessoas acham isso covardia - eu, acho que permite-se abandonar algo que não te faz bem é CORAGEM.

Um beijo ;*

Marcelo Zaniolo disse...

Que bom que você gosta do que falo =)
Volto mais vezes, então.

E sei lá, teus textos me fazem pensar. E daí saem aquelas palavras, sabe? Hahaha

Beeijo.
Feliz natal antecipado.

Matheus N. disse...

E quantas vezes um punhado de nada não foi tudo o que tivemos. Criávamos gestos que justificassem o nosso acreditar e acreditávamos. Que não se ausente da culpa minhas esperanças. Sempre acreditei nelas. Nelas!

Não gosto de não deixar vestígios. É importante que se saiba por onde andamos e que se entenda porque dói tanto. Uma cicatriz é cicatriz por direito.

Mas somos irremediáveis. Temos lá nosso charme.

"E, tudo somado e em suma: quero ser, algum dia, apenas alguém que diz sim."

"...Não só suportar o que é necessário, mas amá-lo"