Maré cheia

Era ainda entardecer, mas o sol já havia se posto e a escuridão vinha com força. O céu cheio de nuvens pesadas já avisava que a chuva logo cairia. Ostentava, todo orgulhoso, uma Lua nova bonita. A maré estava tão cheia e agitada que o meu barquinho parecia ter sido engolido pelas ondas. Do contrário, ele ainda estava ali. Cheio de água, sem os remos e com uns buracos no casco. Era resistente, era preciso ser. Ele carregava o meu coração.
Batendo-quase-parando, ele já estava cansado do balanço contínuo da Maré da solidão repetindo-se sem parar. A correnteza, porém, era forte e puxava-o impiedosamente para o fundo, para mais longe da costa.
Desesperador isso de prosseguir sem o amor. Ainda era possível vê-lo no horizonte, acenando e sorrindo. Feliz com a partida, já era de se imaginar. Amor-Traidor! Confiei-lhe o meu coração e ele o enganou com sorrisos fingidos e palavras amargamente doces. Partimos, pois, nós dois - eu com o coração na mão. Lamentando os dias ensolarados que havíamos passado juntos.

Um dia hei de gritar: - Terra à vista!

10 comentários:

Stella Rodrigues disse...

Todos nós esperamos por esse dia *-*

Luciana Brito disse...

É triste seguir com o coração na mão... mas um dia ele volta ao seu lugar e a terra bonita aparece.
Belo texto.

Beijo, Bê!

Charlie B. disse...

Aportar seu coração em cais feitos de névoa, não é irreal, acontece muito antes de você chegar a tal Terra prometida!

Tenha esperança, Charlie B.

Lara disse...

Se por acaso eu nunca conseguir avistar a terra, vou dar um jeito de viver com o coração navegando - mesmo que às vezes sejam em águas erradas e revoltas.

Jaci Macedo disse...

Aí a gente vem com o coração pequenininho na mão, lamentando por ter acabado. E acabamos esquecemos de agradecer por todos os momentos bons com o outro. Porque o amanhã sempre virá, e com ele muitas coisas boas.

beijos, coração.

Erica Vittorazzi disse...

... e esse dia chega!!! Tenha certeza!

Beijos

Fernanda. disse...

nunca lamente, querida!
Agradeça os dias de sol, supere as tempestades e descubra novas terras para se aventurar!

gabriela m. disse...

mas aprecie a vista. o mar é lindo;

Luís disse...

Como diria uma antiga professora de Biologia: toda panela tem sua tampa.

Aguenta firme.

Beijo!

Tainá disse...

Vixe, filhota! Tô cada vez mais apaixonada pelo que vc escreve! Boba! :O