Rosas-vermelhas, por favor.

"Amo como ama o amor.
Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar.
Que queres que te diga, além de que te amo,
se o que quero dizer-te é que te amo?"
(Fernando Pessoa)


Onde estão as cores? Elas se esconderam de mim, por acaso? Os dias estão cinza-nublado-sem-graça e a vida perdeu o seu charme. O que posso fazer, com essa pequena caixinha de lápis de cor que está do meu lado? São tão limitadas as opções e tão frágeis os lápis que estão dentro dela. Desenharei a terra, com uma pequena semente em cima. O sol, as nuvens e o regador. Cuidarei dela todos os dias, eu prometo. Chamarei ela de Amor. Amor, Amorzinho, Amore Mio, Mon Amour. Se eu planto amor, colho amor.

O amor já começou a brotar, vês? É aquela plantinha ali, no meio do desenho. Fragilzinha, coitada. De tão pequena, ninguém a enxerga. Os distraídos passam sem notá-la e pisam nela sem perceber. Não desenhei gente na pintura, por causa disso. Deixa ela crescer mais um tiquinho.

Que bela rosa a minha sementinha se tornou! E olhe essas pétalas... brancas? Quero rosas vermelhas! Venha já aqui, lápis-de-cor-vermelho e pinte as minhas rosas com cor de rubor, como o amor – ou eu chamarei a Rainha de Copas.

Agora sim, suas pétalas exalam o cheiro doce do sentimento mais bonito. Está perfeita. A minha rosa, eu guardei num daqueles potinhos de vidro, como n’A Bela e a Fera. Quando a última pétala cair – é sinal de que cansei de esperar – e o meu amor chegou.

11 comentários:

Stella Rodrigues disse...

me lembrou pequeno principe. Quando se cultiva se tem ;*

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

O problema é esperar até a rosa crescer e a última pétala cair...

Marcela disse...

esse amor... que lindoo !

Tays Esquivel disse...

Também lembrou-me O Pequeno Príncipe.
"Foi o tempo que perdeste com tua rosa, que a fez tão importate". Eu acho que amor é isso.

Você é incrível, Bê.

Milena' disse...

A gente tenta cultivar, tenta cuidar. No fundo estamos todos esperando.
Também me lembrou O Pequeno Príncipe.
:*

Bê Matos disse...

Misturei O Pequeno Príncipe, A Bela e a Fera e Alice no País das Maravilhas. :)

Vanessa Romão disse...

Adoro lápis de cor :*

Dandara disse...

nascer amor nos olhos daqueles que o querem é a esperança dos últimos sobrevivente da cardiomania.

lô colares. disse...

também estou me perguntando isso...
o trabalho anda tirando toda a minha vida (e inpiração).

Maria Rita disse...

Também me lembrou o Pequeno Príncipe. E não foi somente uma parte do livro, mas o jeito de escrever. Tão... tão leve e fantástico! *-*
Beeijos!

Stella Rodrigues disse...

Brenda, obrigada. Meu pai se foi, é uma dor terrivel, obrigada pelas palavras, me confortou, chorei lendo-as. Você é sábia nas palavras, obrigada de verdade.