Primavera se foi

E com ela, meu amor.

Era primavera, as árvores estavam bonitas e cheias de flores de todas as cores. A mais bonita de todas era você, pequena. Sempre radiante, independente do clima ao redor. Chuva ou sol, estavas sempre sorrindo. E, ao meu ver, tinhas um raio de sol particular, que iluminava a tua vida e os teus cabelos. Amare-loiro. O céu estava refletido nos teus olhos. Claros, azuis, celestes. E das tuas bochechas brotavam um rubor rosado, delicado. Tuas pétalas frágeis.

E a primavera nunca havia sido tão linda, ao teu lado. E depois viria o verão, o outono, o inverno e novamente a primavera. Mas, não. Antes que a primavera acabasse, você não estava mais aqui. Tinha ido. Deixou-me, deixou-nos, deixou-os. A dor da tua partida se fincou no meu peito. E vem ardendo, corroendo, dilacerando-me aos poucos.

Guardo as estações que passei junto a ti com carinho, pois foram as mais doces que vivi. Carrego esse vazio por dentro. Sinto falta do teu sorriso espontâneo. O teu olhar sincero me faz falta e as tuas gargalhadas deliciosas de ouvir eu gravei na memória.

Postagem coletiva da semana. :)

Amnésia

Quem eu quis
e não me quis
Quem me quis
e eu não quis
Quem eu quis
e também me quis.

Esqueceram-me.
Amor, por favor, não se esqueça de mim.