Luz do luar

Lua que clareia a noite escura

Traz pra mim essa tua luz

E me ensina como seduz

Um pobre coração, cheio de amargura


Luz do luar, traz cá pra baixo

esse teu brilho encantador

e empresta-me um pouco

para eu também brilhar?


Quero um último desejo

se você puder me conceder

Peça às estrelas

para aqui descer?


Diga que elas tragam o seu cheiro

Para a todos embriagar

Com cheiro de estrelas

é que eu quero amar.

Susto

Assustei-me. Nao percebi a dimensao que os teus cavalheirismos haviam conquistado. É cedo para qualquer concretizaçao. Deixa assim indefinido, como está. Que há de ser o que quiser. Porque a pressa só atropela o que virá a acontecer.
Sei que no lugar da minha garganta, agora existe um nó. Ou uma junçao de vários deles, amarrados entre si. Um, dois, tres, quatro nós. Eu queria gritar e expulsar de mim o que estava entalado, mas nao conseguia.
Continuava assustada. E agora, só piorava. Os nós iam desmanchando-se pouco a pouco e me devolvendo a fala e a respiraçao. Compreendi o que antes estava invertido - para mim.
Entardeci. Procurei em meio à noite e nao achei. Onde está o meu vagalume?

Sonha, coraçao. Sonha!

Estava tudo bagunçado aqui dentro. E ainda está, para dizer a verdade. Mas, naquela noite, a bagunça era total. Os pensamentos misturavam-se com os devaneios que por sua vez, confundiam-se com os sonhos e era impossível distinguir um do outro e outro do um.
E foi no meio dessa confusão toda, que você apareceu. Sempre muito bonita, como você sempre foi. Carregando aquele sorriso morno, um olhar que radiava alegria e uma voz que transbordava delicadeza. Teus cabelos loiros estavam presos em um rabo-de-cavalo, no alto da cabeça. A tua maquiagem estava impecável, assim como as suas roupas. E faço questão de descrever todos os detalhes, por mais insignificantes que sejam. Quando trata-se de você, pequena... é essencial.
E, quando te vi, senti uma vontade imensa de te abraçar e beijar mais uma vez. Como num impulso. No meu sonho, nada mudara. Ainda era a mesma coisa de sempre, com você ali. E eu o fiz. Corri em sua direçao, gritei seu nome e dei o mais forte dos abraços e o beijo mais singelo.

O que eu não daria para que fosse verdade?

Meu teclado nao está acentuando direito, entao desconsiderem a falta deles.
Obrigada, queridos.

A Diamond Ring

O meu mais novo brilho, compartilhado com vocês.

O Diamond Ring vai brilhar glamour, quando o assunto for moda. E é!
Quero ver todos vocês por lá, ein.

Beijos no coração.

Como se fosse novela

Era uma noite como todas as outras. Já era tarde, a cidade estava deserta e o céu azul-escuro-acinzentado ameaçava chover.
A linda jovem e sua fiel escudeira, voltariam andando sozinhas - sem nenhuma companhia ou proteção - pelas ruas perigosas e frias. Quando, de muita boa vontade, o seu amigo camarada decidiu acompanhá-las.
Em meio as conversas e risadas, elas percebem que estavam sendo seguidas por um moço misterioso e belo. Ele se junta a eles, durante o caminho. E eis que a bela jovem conhece o homem mais cavalheiro de sua vida.
Enquanto o nobre cavalheiro ia deixando pelo caminho as suas gentilezas, a bela jovem ia atrás, recolhendo todas e guardando no coração.