Meu raio de sol.

Ela simplesmente, se foi. Como se explica, os dias parecerem uma eternidade? Se arrastam, devagarinho. O sol, parece querer prolongar o seu nascer e o seu pôr.
E, tudo continua assim, vazio. Acordo e durmo, pensando nela. O flash back de cada sentimento, insiste em voltar. E não passa, não passa, não passa.
A saudade, também não passa. Só restaram as lembranças. E, me corrijo, quando digo "só". Porque, são a melhor parte.
Alegria, constante, em minha vida. Presente, desde sempre, em minha lembrança. E todos os dias, nos meus sonhos.

Sinto saudades, pequeno raio de sol.

3 comentários:

gabriela m. disse...

e tem saudade?
e tem lembrança?

enquanto houver, o raio de sol estará sempre por aí, em algum lugar. é só procurar :)

Pâmela Marques. disse...

O que conforta é saber que a gente só sente saudade daquilo que foi bom.

----
Mais uma vez a postagem coletiva foi um sucesso. E gostaria de parabenizar a todos que participaram, os textos ficaram maravilhosos. Algumas pessoas estavam me perguntando da próxima. Então será na AMANHÃ e o tema será: Primeiro beijo e funcionará da seguinte maneira, você pode narrar seu primeiro beijo, de alguém ou como você gostaria que tivesse sido.

"Meu primeiro beijo foi doce a atrapalhado. Meu primeiro beijo foi mágico, mas rápido." The Happy Losers.

Lembrando que a postagem é livre. Quem quiser pode participar.

Marcel Hartmann disse...

Alguém voltou à blogosferaaaa